As 3 Fases do Direito

4
396

Nesse artigo iremos falar sobre as diferentes fases do Direito, definindo cada uma delas. Não esqueça de compartilhar com seus colegas para que cada vez mais pessoas tenham acesso ao nosso conteúdo gratuitamente! 🙂

O direito é uma das instituições mais importantes da sociedade, sendo responsável por garantir a justiça e a ordem social. Ao longo da história, o direito evoluiu e passou por diferentes fases, cada uma delas com suas características e particularidades. Neste artigo, iremos abordar as três principais fases do direito: primitivo, antigo e moderno.

  1. Direito primitivo ou arcaico

A fase primitiva do direito é também conhecida como direito arcaico ou direito consuetudinário. Essa fase abrange o período da história em que ainda não havia leis escritas ou sistemas jurídicos formais. As sociedades dessa época eram geralmente tribais, organizadas em torno de clãs ou grupos familiares, e as normas jurídicas eram baseadas em costumes e tradições.

As 3 fases do Direito: Direito Primitivo
Em algum momento, os humanos começaram a usar o fogo para se aquecer e cozinhar. Também desenvolveram a linguagem, assim como os ritos funerários. Neste período, todos os humanos viviam da caça e da coleta de frutos, sendo nômades; o elemento chave é que não produziam seu próprio sustento.

O direito primitivo era bastante flexível e se adaptava facilmente às necessidades das sociedades. As normas jurídicas eram transmitidas oralmente de geração em geração e eram aplicadas de forma consensual. As punições em caso de transgressão das normas eram geralmente simbólicas ou retributivas, como a expulsão do grupo ou a realização de rituais de purificação.

  1. Direito antigo (Clique para ver nosso artigo sobre Direito Antigo)

A fase antiga do direito abrange o período da história que se estende desde o surgimento das primeiras civilizações até a queda do Império Romano. Nessa fase, o direito passou a ser escrito e formalizado, sendo criados sistemas jurídicos mais complexos e sofisticados.

As 3 fases do Direito: Direito Antigo
A Imagem acima representa o Antigo Egito

As civilizações antigas, como a babilônica, a egípcia, a grega e a romana, desenvolveram leis escritas e sistemas jurídicos que influenciaram o direito ocidental. O direito antigo era baseado em códigos e leis escritas, que definiam as normas de conduta e as punições em caso de transgressão.

Além disso, surgiram nessa época os primeiros juristas e advogados, responsáveis por interpretar e aplicar as leis. O direito antigo representou um grande avanço em relação ao direito primitivo, estabelecendo sistemas jurídicos mais justos e equitativos.

  1. Direito moderno

O direito moderno é a fase atual do desenvolvimento do direito. Ele tem como principais características a centralização estatal e a codificação das normas jurídicas. Diferente do direito antigo, onde as normas eram dispersas e muitas vezes conflitantes, o direito moderno busca garantir a segurança jurídica através de um conjunto de leis e regras sistematizadas.

Essa centralização estatal do direito moderno tem sua origem no surgimento dos Estados modernos no final da Idade Média e início da Idade Moderna. A consolidação do poder político nas mãos do Estado permitiu que as normas jurídicas passassem a ser elaboradas e aplicadas por órgãos estatais, garantindo maior uniformidade e segurança.

As 3 fases do Direito: Direito Moderno

Além disso, a codificação das normas jurídicas é uma característica fundamental do direito moderno. A codificação consiste na elaboração de um conjunto sistemático e coerente de normas jurídicas, que servem como referência para a interpretação e aplicação do direito.

No direito moderno, as normas jurídicas são criadas e aplicadas através de um processo democrático, garantindo a participação da sociedade na elaboração das leis e na sua aplicação. Isso significa que a justiça é vista como um serviço público e a sua função é garantir a aplicação imparcial das leis, garantindo a proteção dos direitos individuais e coletivos.

Em resumo, as três fases do direito – primitivo, antigo e moderno – representam uma evolução constante da sociedade e das suas relações jurídicas. Cada uma dessas fases teve um papel importante na construção do direito como conhecemos hoje em dia.

Embora as fases do direito possam ser vistas como etapas distintas, é importante ressaltar que elas não são completamente separadas e distintas. O direito primitivo ainda é presente em algumas sociedades tribais, enquanto muitas normas do direito antigo ainda influenciam o direito moderno.

Assim, o estudo das diferentes fases do direito nos permite compreender as origens do sistema jurídico atual e a sua evolução ao longo da história. É fundamental conhecer essas fases para compreender como as normas e instituições jurídicas foram criadas e como elas evoluíram até os dias de hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui